21/04/2022 às 16h29min - Atualizada em 21/04/2022 às 16h27min

GH O HORMÔNIO DO CRESCIMENTO- é como se pudéssemos mudar nossa genética.

Maialu Vidigal - Maialu Vidigal
Oiiie gente!
Toda mãe quer que o filho(a) seja melhor que ela, tenha o que ela não teve, viva o que ela não viveu, enfim.
 
Eu, por exemplo sou baixinha e sim, isso me incomodou ao longo da vida.
 
A única coisa que mudaria em mim, seu eu pudesse é minha altura, que é de 1,59m e meio e nem ouse suprimir esse meio. Se for arredondar que seja para 1,60m…Rs
 
Por isso, com base na minha genética e na do meu marido, porque minha sogra tadinha quase não chega a 1,5m…rs. Sempre acompanhamos a estatura do meu filho, com a pediatra, exames, como o raio X da mão/ idade óssea e, muito embora, por muito tempo ele estivesse dentro da normalidade, no início da adolescência começou a ser muito evidente a diferença de tamanho entre ele e os colegas.
 
E eu, nem meu marido queríamos que ele fosse “baixinho”.
 
Não por preconceito, de maneira alguma, mas pela vontade de oferecer o melhor, afinal, se hoje podemos corrigir esses desvios do crescimento e dar a ele algo que eu não tive, por que, não?
 
Eu, vigilante que já era, corri na minha endocrinologista a Dra. Priscila N. Matos que logo identificou um “problema” a baixa estatura idiopática, no meu filho, João Felipe.
 
E aos 12 anos dele e com a idade óssea de 13 anos, iniciamos o tratamento para crescimento, com o hormônio GH.
 
O tratamento é a base de uma injeção diária, com doses que vão de acordo com a necessidade de cada paciente e até a idade óssea de 15 anos. Então, quanto mais rápido iniciar, melhor os resultados.
 
No início o tratamento não foi fácil, pois todos os dias meu filho aplica uma injeção com sua dose do hormônio. Essas injeções são: na perna, barriga ou braço, com agulhas super fininhas, daquela que diabéticos usa, sabe?
 
 Passada a primeira semana de adaptação ele mesmo passou a preparar e aplicar a medicação.
 
Atualmente temos 10meses de tratamento e o João Felipe responde super bem, cresceu 13 cm, até o momento e está com 1,62m, já me passou! Tendo crescido uma média de mais de 1 centímetros por mês. Tendo uma projeção de estatura de 1,78, mas eu estou confiante que vamos arredondar para 1,80m.
 
                E tudo cresceu! Em um ano ele trocou 3x de número de sapato, indo do 38 ao 41.
 
Estamos super felizes e satisfeitos com os resultados.
 
Por isso, convidei a Dra. Priscila para falar mais sobre o tratamento para vocês.
 
É com você Pri:
 
“Olá pessoal, como a Má disse esse é um assunto que gera, desde sempre,  muita preocupação em nós papais e mamães.
Quando a criança nasce a primeira pergunta é: " Ele é perfeito?". E a segunda: " Qual o peso e a altura?".
 
Existem diversas causas para baixa estatura, algumas são patológicas (são as doenças , como o hipotireoidismo,  deficiência de hormônio de crescimento) e outras são variantes da normalidade ( baixa estatura familiar,  atraso constitucional de crescimento e puberdade).
 
Um dos tratamentos que pode ser indicado dependendo da causa da baixa estatura é a Somatropina, o tão famoso hormônio do crescimento ( GH). Ele é um dos hormônios produzido pela hipófise e , como o nome diz, é responsável pelo crescimento desde os primeiros anos de vida , ele é produzido durante todo o dia , mas é a noite ,durante o sono profundo, que ocorre aumento da sua produção.
Existem casos específicos em que usamos o GH como tratamento: deficiência da produção de GH, síndromes genéticas específicas, crianças nascidas pequenas para a idade gestacional sem recuperação estatural e na baixa estatura idiopática.
 
A dica mais preciosa que posso dar a vocês é procurem um especialista no primeiro sinal de que seu filho está com dificuldade no crescimento, pois quanto mais precoce o início do tratamento melhor o resultado que conseguimos alcançar.”
 
Quem é a Dra. Priscila Nascimbeni Matos?
 
Especializada em Endocrinologia e Metabologia pela Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP), a Dra. Priscila Nascimbeni Matos, também possui título de especialista em Endocrinologia e Metabologia pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM).
Link
Maialu Vidigal

Maialu Vidigal

Oie! Meu nome é Maialu, mais conhecida como Maia!

Leia Também »
Comentários »