11/02/2022 às 12h01min - Atualizada em 11/02/2022 às 15h41min

Dia dos Namorados em fevereiro. Será possível?

Thereza Cristina de Souza Lima (*)

SALA DA NOTÍCIA Thereza Cristina de Souza Lima

O Dia dos Namorados, no Brasil, é celebrado em 12 de junho em honra a Santo Antônio, conhecido como “Santo casamenteiro”. Entretanto, no Reino Unido, nos Estados Unidos e em alguns outros países, como França, México e Filipinas, essa celebração ocorre dia 14 de fevereiro, dia de São Valentin, em inglês, Valentine’s Day.

A diferença não fica apenas relacionada aos dias 12 de junho e 14 de fevereiro, pois no Brasil, apenas os enamorados comemoram o dia dos namorados, seja com presentes, jantares etc.; porém, o Valentine’s Day no exterior não é relacionado ao amor carnal, mas também à amizade entre pessoas que se admiram e respeitam. A frase, Would you like to be my Valentine?, pode ser dita entre amigos e até mesmo parentes, não necessariamente “lovers”, talvez porque a história associada a tal data não seja tão romântica:

Reza uma das lendas que o Festival de Lupercália, que acontecia em fevereiro e incluía ritos pagãos, como aleatório emparelhamento entre homens e mulheres, e até açoitamento de mulheres com vistas à fertilidade, tenha sido a origem de tudo. Acredita-se que posteriormente, devido à proibição desse festival pelo Papa Gelasius I, criou-se o Valentine’s Day com o intuito de substituir Lupercália, mas não há evidências sobre isso.

Segundo outra lenda associada também ao Valentine’s Day, um padre chamado Valentin, foi condenado à morte pelo imperador romano Claudius II. Na prisão, ele escreveu uma mensagem à filha do carcereiro, por ele curada de cegueira, e a assinou: from your Valentine. Atualmente, não mais cartas e sim cartões são trocados com mensagens de amor ou de amizade, como por exemplo, no singelo verso abaixo:

Roses are red

Violets are blue

Grass is green

And I love you!

 

Enfim, seja em celebração de amor ou de amizade, trata-se de um dia especial, pois aproxima seres humanos, atualmente tão afastados pelas exigências do dia a dia, bem como pelo distanciamento social causado pela pandemia. Desse modo, que sejam celebrados o amor e a amizade, dons essenciais para a felicidade humana.

*Thereza Cristina de Souza Lima é diretora da Escola de Línguas e Coordenadora de Pós-Graduação na Área de Metodologia do Ensino de Língua Inglesa na UNINTER


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »