11/02/2022 às 10h58min - Atualizada em 11/02/2022 às 15h41min

Braskem desenvolve óleo combustível para aumentar a flexibilidade energética e reduzir emissão de CO2 no Polo do ABC

Companhia estima reduzir emissão de CO2 em cerca de 10 quilotoneladas até o final de 2022

SALA DA NOTÍCIA CDN Comunicação
Preocupada com a equalização do balanço energético do projeto Vesta e pautada nas atualizações tecnológicas do Polo Petroquímico do ABC Paulista, a Braskem desenvolveu o Óleo C10+. A solução, produzida entre as equipes da área Industrial e de Desenvolvimento de Combustíveis, tem como objetivo encontrar alternativas para o excedente de energia e reduzir a emissão de dióxido de carbono (CO2) na unidade.

Estudos iniciais apontaram que a implementação do Vesta, um projeto de modernização do sistema elétrico realizado em parceria com o Siemens para melhoria da eficiência energética no Polo do ABC, que contou com investimento de R$ 600 milhões, traria um excedente de 3kt (quilotoneladas) por mês de Unileve (combustível líquido gerado por co-produtos e utilizado para queima nas caldeiras da unidade da Braskem em Santo André), que é composto por diversas correntes com propriedades químicas diferentes, não atendendo à regulamentação de óleos combustíveis e tornando-se um desafio para a companhia.

Com isso, a melhor alternativa seria a segregação do C10+, uma das correntes que compõe 70% do Unileve, e a partir disso foi estruturado um plano para garantir a qualidade e viabilizar estocagem com a adequação de um tanque para receber o novo produto e construção de novas linhas para proporcionar o carregamento seguro de carretas.

“Com a destinação da principal corrente que compõe o Unileve, a nossa unidade passa a ter maior flexibilidade energética e autonomia para gerir questões relacionadas ao balanço dos combustíveis líquidos”, afirma Rafael Monteiro, Engenheiro de produção do núcleo de Aromáticos da Braskem. “Em paralelo, a nossa área comercial de combustíveis expandiu seu portfólio de produtos, com mais uma solução para o mercado de energia”, completa Tadeu Demboski da área de Desenvolvimento de Combustíveis.

Outro ganho importante, que vai ao encontro dos objetivos de desenvolvimento sustentável da Braskem, é que ao deixar de queimar o Unileve na planta industrial, a companhia estima redução de cerca de 10kt (quilotoneladas) da emissão de CO2 até o final de 2022.


Sobre a Braskem
Orientada para as pessoas e para a sustentabilidade, a Braskem está engajada em contribuir com a cadeia de valor para o fortalecimento da Economia Circular. Os 8 mil Integrantes da petroquímica dedicam-se diariamente para melhorar a vida das pessoas por meio de soluções sustentáveis da química e do plástico. A Braskem possui DNA inovador e um completo portfólio de resinas plásticas e produtos químicos para diversos segmentos, como embalagens alimentícias, construção civil, industrial, automotivo, agronegócio, saúde e higiene, entre outros. Com 40 unidades industriais no Brasil, EUA, México e Alemanha, a companhia exporta seus produtos para Clientes em mais de 100 países.

Braskem nas redes sociais
www.facebook.com/BraskemSA
www.linkedin.com/company/braskem
www.twitter.com/BraskemSA
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »