21/02/2022 às 17h52min - Atualizada em 21/02/2022 às 18h11min

Mostra Bossa Criativa Arte de Toda Gente chega ao Teatro Dulcina

Apresentações gratuitas, nos dias 23 e 24/2, às 19h, abrem programação carioca da mostra, parte do programa Arte de Toda Gente, de Funarte e UFRJ. No palco, o Duo João Callado e Maurício Massunaga e a banda Luzeiro.

SALA DA NOTÍCIA Arte de Toda gente
www.bossacriativa.art.br
O Luzeiro de Paquetá em foto de divulgação

A Mostra Bossa Criativa Arte de Toda Gente Rio de Janeiro abre nesta quarta-feira, 23/2, às 19h, com uma apresentação do Duo João Callado e Maurício Massunaga e seu repertório que vai de choros e sambas ao jazz. No dia seguinte, no mesmo horário, é a vez da banda Luzeiro de Paquetá, formada por feras da música instrumental do Rio. Ao longo das próximas semanas, uma série de outras atrações ocuparão o palco desse tradicional teatro carioca, sempre com entrada gratuita – sujeita às limitações de lugares e seguindo todos os protocolos sanitários vigentes. A mostra faz parte do projeto Bossa Criativa, que integra o programa Arte de Toda Gente e é uma parceria da Fundação Nacional de Artes - Funarte com a Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ, com curadoria de sua Escola de Música.

Percorrendo cidades em que há pontos do patrimônio mundial, histórico, cultural e natural, a mostra Arte de Toda Gente já promoveu edições em Chapada dos Veadeiros (GO), São Cristóvão (SE) e Ouro Preto (MG), onde envolveu a participação de artistas, artesãos e outros criadores dessas regiões, valorizando da economia criativa, as artes e a cultura locais como um todo.

 

 

As primeiras atrações

Duo João Callado e Maurício Massunaga

João Callado e Maurício Massunaga são dois músicos do Rio de Janeiro que se conhecem há anos, acompanhando grandes artistas do samba e MPB. O duo de música instrumental surgiu em 2021, com o cavaquinho e o violão de 7 cordas e o repertório é eclético: choros de Pixinguinha e Jacob do Bandolim, sambas de Cartola e Chico Buarque, bossas de Tom Jobim e Baden Powell, e até standards internacionais como “Summertime”, dos irmãos Gershwin, e “Yesterday”, dos Beatles. João Callado também adiciona temas autorais - como a premiada “Choro pra Dois” - ao repertório. O objetivo da dupla é colocar a técnica instrumental e o virtuosismo.

Luzeiro de Paquetá Luzeiro foi criado em 2009 para difundir o repertório das O Luzeiro de Paquetá, ou simplesmente Luzeiro, foi criado em 2009 para difundir o repertório das bandas e seu nome vem da música “Luzeiro de Paquetá”, um schottish escrito por Mauricio Carrilho em homenagem ao grande maestro Anacleto de Medeiros (1866-1907), que era da ilha.

O grupo tem a formação instrumental das bandas tradicionais, numa versão reduzida: um flautim, um clarinete, um sax-tenor, um trompete, um trombone, uma tuba e duas percussões. Inspirados pela riqueza do universo das bandas de coreto, os músicos do Luzeiro trabalham para divulgar e dar continuidade a esta grande tradição, incluindo elementos atuais, como arranjos sofisticados, transcrições de obras fundamentais do repertório brasileiro concebidas para outras instrumentações, composições de autores pioneiros do século XIX e contemporâneos, e a improvisação coletiva enquanto expressão de uma linguagem musical nacional.

A banda é composta por expoentes da música instrumental do Rio de Janeiro: Marcelo Bernardes (flauta e flautim), Rui Alvim (clarineta), Pedro Paes (saxofone), Aquiles Moraes (trompete), Everson Moraes (trombone), Thiago Osório (tuba), Marcus Tadeu e Magno Julio (percussão).

Sobre o Bossa Criativa

Parceria entre a Funarte e a UFRJ, com curadoria da Escola de Música da universidade, o projeto Bossa Criativa – Arte de Toda Gente foi lançado em 2020 e reúne apresentações e oficinas de diversas linguagens artísticas, integrantes de várias formas de economia criativa – entre as quais, o circo. O foco é a democratização da cultura, bem como a diversidade e a difusão de todas as artes, de modo inclusivo, com destaque para locais considerados patrimônios culturais da humanidade. A programação é composta ainda de festivais, séries, shows curtos, performances, palestras e atividades de capacitação, em vídeos, exibidos no site www.bossacriativa.art.br e em ações presenciais, com participação de artistas de todo o Brasil. A iniciativa faz parte do programa Arte de Toda Gente, parceria da Funarte com a UFRJ, com a curadoria de sua Escola de Música. Mais informações no site do projeto.

Serviço:

Abertura da Mostra Arte de Toda Gente Rio de Janeiro

Onde: Teatro Dulcina - Rua Alcindo Guanabara, 17 Centro – Rio de Janeiro (RJ)

Telefone: (21) 2240 4879 (Próximo ao VLT e ao Metrô Cinelândia)

Quando: Dias 23 e 24 de fevereiro de 2022, às 19h

Ingressos: Entrada gratuita, sujeita à lotação do teatro. Todos os protocolos sanitários vigentes serão observados.

Realização

Fundação Nacional de Artes – Funarte | Secretaria Especial da Cultura | Ministério do Turismo

Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

Curadoria: Escola de Música da UFRJ

Informações sobre esse e outros programas da Funarte www.funarte.gov.br

Mais informações para a imprensa Projetos UFRJ – Funarte: imprensa@musica.ufrj.br

Assessoria de Comunicação da Funarte: ascomfunarte@funarte.gov.br


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »