22/03/2022 às 09h11min - Atualizada em 23/03/2022 às 06h20min

Com ferramentas de seleção e suporte profissional, Montana MF produz touros de genética diferenciada

Com ferramentas de seleção e suporte profissional, Montana MF produz touros de genética diferenciada

SALA DA NOTÍCIA Irvin Dias Costa de Souza Garcia
A avaliação e seleção realizada pela Associação Internacional de Criadores de Montana (AIC-MTN) contribui para o aprimoramento da pecuária brasileira e das fazendas parceiras, como do Montana MF. Fundado em 1997 pelos engenheiros agrônomos Flávio Franco e Demarli Moura, a empresa tem propriedades no Triângulo Mineiro e todo o rebanho é avaliado em trabalho coordenado pelos professores e geneticistas José Bento Sterman Ferraz e Joanir Pereira Eler, da Universidade de São Paulo – campus Pirassununga (SP).

Como resultado da parceria com a AIC-MTN, iniciada em 2011, o criatório utiliza as principais ferramentas de seleção disponíveis para intensificar o melhoramento genético do gado, como ultrassonografia de carcaça, avaliação genética e genômica. Essas avaliações têm resultado em “excelentes taxas de desfrute, produtividade e lucratividade, incluídos no pilar do manejo simples e prático”, destaca Flávio Franco, sócio-proprietário do Montana MF.

“A escolha do composto Montana surgiu quando definimos a característica principal do nosso rebanho. Queríamos animais que pudessem ser abatidos precocemente, de forma que conseguíssemos encurtar o ciclo ao máximo, com alta produtividade”, conta Flávio. “Começamos com algumas fêmeas e, após resultados significativos, passamos todo o gado de cria para Montana”.

Atualmente, as propriedades do Montana MF trabalham com manejo intensivo, no ciclo de cria, fornecendo a parceiros sua melhor genética em touros, novilhas prenhas, sêmen e embriões. “A consultoria dos professores José Bento e Joanir, juntamente com a zootecnista e superintendente técnica da associação Gabriela Giacomini, têm sido chave para classificar e eleger touros e matrizes diferenciadas, que atendam à demanda do mercado”, ressalta Flávio.

Após a compilação dos dados genéticos dos animais, calculados pela USP, os “candidatos” a touros e matrizes da propriedade passam pela aprovação de Gabriela. “O nível genético do rebanho Montana MF é o resultado visível do trabalho técnico de diversos profissionais, que têm o respeito do mercado. Isso mostra que a AIC-MTN oferece aos criadores tanto acesso a informações privilegiadas quanto suporte de qualidade”, afirma a superintendente.

A parceria do Montana MF com a entidade completa 11 anos. Nesse período, diversos animais da fazenda foram líderes do sumário da AIC-MTN. “Atualmente, temos em nosso plantel touros líderes de Sumário, como MTN Lapidado e MTN Jatobá, touro provado mais bem classificado no Sumário Montana com sêmen disponível. Nossas fazendas possuem outras grandes apostas, como os touros MTN Nobre, MTN Poderoso e MTN Pilatos”, ressalta Flávio.

Gabriela Giacomini complementa que os animais do Montana MF estão constantemente nas primeiras posições do sumário. “Isso nos deixa muito felizes, pois sabemos que esse trabalho, que passa por muitas mãos, está no caminho certo, contribuindo com a evolução da pecuária de corte brasileira”, finaliza.

Mais informações: www.montana.org.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »