24/03/2022 às 10h08min - Atualizada em 24/03/2022 às 12h42min

Com gestão equilibrada, Alana AI supera dores de crescimento ao reter colaboradores de alta performance

Empresa possui case de sucesso em crescer de forma escalável, desenvolvendo um time de alta performance no trabalho remoto

SALA DA NOTÍCIA Redação
Divulgação: Blog Alana AI

Quem trabalha com startups, scale-ups e unicórnios, provavelmente já ouviu o termo “dor de crescimento''. Como o surgimento desse tipo de empresa aumenta a cada ano, a inovação se torna uma meta constante e, consequentemente, isso impacta no bem-estar da equipe. Neste cenário, a scale-up Alana AI, uma das principais referências em soluções de inteligência artificial da América Latina, conseguiu superar essa dores ao apostar no equilíbrio resultante da gestão de pessoas e a implementação organizada do trabalho remoto, o que resultou na retenção de 92% dos seus colaboradores em 2021.

Na startup, a ideia é que todos os seus pontos cresçam juntos. Dessa maneira, o recrutamento, treinamento e avaliações de performance são pensadas e realizadas de modo a integrar o colaborador com a equipe, para que ele não se sinta apenas mais um funcionário dentre muitos. Essa lógica é aplicada no desenvolvimento de times em diversos lugares do mundo, sempre no formato home-office.

“Uma marca só aumenta a sua produtividade e desenvolve métodos eficientes de experiência do consumidor se a sua base de profissionais se sentir acolhida, integrada e motivada por uma visão de liderança", explica o CEO da Alana AI, Marcel Jientara. “A felicidade dos funcionários e uma autonomia produtiva, porém guiada com estratégias claras, são caminhos fundamentais para garantir a escalabilidade da empresa”, completa.


Time de alta performance

Um dos maiores desafios das scale-ups é encontrar um equilíbrio de crescimento. De acordo com o Syhus, 73% dos empresários de sucesso acreditavam ter boas habilidades de gestão. Ou seja, não há como um grupo crescer sem harmonizar o seu escalonamento para todos os setores e cargos, desde estagiários até as posições de chefia.

"A missão da Alana AI é preparar o caminho para o surgimento de conexões reais entre pessoas e marcas, fomentando negócios sustentáveis e trazendo benefícios tangíveis para todos. Isso só está sendo possível por termos como foco ajudar o colaborador a também criar uma conexão real com a sua função e a própria equipe", destaca Jientara. 

Ao contrário de empresas tradicionais, avaliações de performance na startup são realizadas a cada 15 dias. A recorrência nesse processo é importante para ressaltar cada conquista dos funcionários, assim como resolver qualquer empecilho em um espaço curto de tempo e de forma efetiva.
 

Trabalho remoto

O acompanhamento de colaboradores e diversas outras atividades precisaram ser adaptadas com a chegada da pandemia de Covid-19 e o estabelecimento do trabalho remoto e híbrido. Contudo, a Alana AI já utilizava o modelo não presencial antes do coronavírus, especialmente por investir na Inteligência Artificial (IA) para revolucionar o atendimento ao cliente. 

O artigo “O futuro do trabalho: como as novas tecnologias estão transformando as tarefas”, do MIT e do laboratório da IBM Watson AI, que conduz pesquisas relacionadas à inteligência artificial, mostrou que para a grande maioria da sociedade a revolução da automação não deve significar robôs físicos substituindo trabalhadores humanos. Por outro lado, os algoritmos serão protagonistas, o que torna a inteligência artificial um elemento fundamental em diversos empregos.

A tecnologia é a responsável por assegurar pontos como a cibersegurança e a comunicação online, temas indispensáveis para a gestão de pessoas e, consequentemente, o modelo scale-up. “Soluções como a IA permitem uma cultura de autonomia nas empresas, e não de comando e controle como a vista em muitas das grandes corporações e que, várias vezes, bloqueiam um crescimento escalável”, afirma Jientara.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »