25/03/2022 às 15h04min - Atualizada em 25/03/2022 às 15h31min

Conheça 4 hábitos que podem te ajudar a manter o intestino saudável

Nutricionista Monik Cabral também indica os melhores alimentos que auxiliam na construção de uma boa flora intestinal

SALA DA NOTÍCIA Raphael Lucca
O intestino é conhecido como o "segundo cérebro" do corpo humano, já que o seu funcionamento, seja bom ou mau, impacta em todo o restante do organismo. De acordo com Monik Cabral, nutricionista especializada em nutrição funcional e esportiva, a função do intestino é absorver os nutrientes dos alimentos, permitindo que alguns minerais, vitaminas e demais nutrientes sejam incorporados na corrente sanguínea para aproveitamento pelo organismo.

As mulheres são as que mais sentem os efeitos de um intestino irritado, e Cabral explica que o mau desempenho do órgão pode prejudicar, inclusive, a vida sexual feminina. "Quando a mulher não lida bem com a questão intestinal, ela tem maior estresse, tensão, constipação, flatulência, inchaço, dor de cabeça, e isso repercute no mau humor, na concentração e na sexualidade", pontua a profissional.

Para auxiliar na formação de uma microbiota intestinal de qualidade, a nutricionista explica que é essencial incorporar alimentos saudáveis e ricos em fibras, como aveia, psyllium e farinha de maracujá. Monik indica também o consumo de quinoa, linhaça, grão de bico, abacate, banana verde e nozes.

A especialista pontua que o bom funcionamento do intestino depende de três pilares: boa ingestão hídrica, atividade física regular e, claro, alimentação equilibrada. "Um padrão alimentar rico em vegetais garante que seu organismo receba um bom aporte de fibras e compostos bioativos importantes para a microbiota", afirma. 

Confira, abaixo, quatro hábitos para te ajudar a manter o seu intestino saudável, de acordo com a nutricionista Monik Cabral:
 
  1. Beba muita água!: de acordo com a profissional, é indicado o consumo de, no mínimo, 35ml vezes o seu peso corporal (kg). "Isso vai ajudar na motilidade intestinal. E quando isso não é adequado, ocorre alteração na consistência das fezes, favorecendo que elas fiquem mais duras e ressecadas", explica.
  2. Mude a posição para evacuar: Monik afirma que a posição correta para fazer cocô é sentar no vaso sanitário com os joelhos elevados, acima da linha do quadril. Ficar nessa posição permite o relaxamento do músculo puborretal e a liberação do intestino, facilitando a saída das fezes. 
  3. Cuide da sua saúde física e mental: faça exercícios físicos regularmente, prezando por aqueles que você goste mais, e maneje o seu estresse. Atividades como yoga e meditação são ótimas pedidas. 
  4. Retire os industrializados da sua alimentação: a nutricionista ressalta que alimentos embalados, processados, excesso de álcool e/ou de medicamentos são irritantes e inflamatórios para a mucosa intestinal. Portanto, evite consumi-los diariamente.  

Sobre Monik Cabral

Monik Cabral é nutricionista formada há 9 anos pela UGF (Universidade Gama Filho) no RJ e fisioterapeuta formada pela Universidade Estácio de Sá desde 2004.  Atuou como nutricionista de atletas profissionais (futebol) do time da Portuguesa-ILHA, alinhado com seu consultório particular. Fez pós-graduação em nutrição funcional e esportiva (VP- Centro de Nutrição Funcional). Participou do programa “100 desculpas" junto com a atriz Maria Joana , onde dava dicas de nutrição e fazia desafios.

Atualmente faz parte do programa  “6k7d” de Fernanda D’ávila, sendo a nutricionista do programa, além de atender na Clínica Vog (Ilha do Governador) junto com médico ortomolecular e em mais dois consultórios tanto na ilha quanto na Barra da Tijuca.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »