28/03/2022 às 15h18min - Atualizada em 29/03/2022 às 06h20min

Pilar Hospital implementa Pronto Atendimento em Neurologia

Hospital contará com a presença de médicos especialistas em neurologia, titulados com RQE (registro no CRM), em sistema de plantão no Pronto Atendimento

SALA DA NOTÍCIA PAULA BATISTA
Pilar Hospital
Quando a preocupação é a saúde neurológica o atendimento e o diagnóstico ágil são decisivos para uma recuperação adequada. Para isso, contar com profissionais com especialização comprovada e a prática no atendimento é um diferencial muito importante para os pacientes. A partir deste mês de março, o Pilar Hospital, em Curitiba, contará com a presença de médicos especialistas em neurologia, titulados com RQE (registro no CRM), em sistema de plantão no Pronto Atendimento, de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h. Nos demais horários em regime de sobreaviso.
            Segundo dados do Ministério da Saúde, o AVC (Acidente Vascular Cerebral) é responsável por, aproximadamente, 100 mil mortes por ano em todo o país. De acordo com a neurologista do Pilar Hospital, Claudia Panfilio, o rápido atendimento médico pode minimizar a chance de sequelas, por isso é importante reconhecer os sintomas da doença, como fraqueza ou formigamento do rosto, perna ou braço (especialmente em apenas um lado do corpo); confusão, compreensão ou falas alteradas; modificações observadas na visão, equilíbrio, coordenação ou andar. Além disso, tonturas e dores de cabeça súbitas e intensas, sem causa aparente, também podem ser sinais de início do desenvolvimento de um AVC. Caso sejam verificados estes sintomas, a pessoa deve ser encaminhada com urgência para um hospital que possua uma equipe médica capacitada e especializada em doenças cerebrovasculares. Pacientes com AVC isquêmico, o mais comum, quando atendidos até 4,5 horas após o início dos sintomas, podem ser medicados com um remédio que dissolve o coágulo e minimiza a chance de sequelas.
Para minimizar as sequelas da doença é preciso que o atendimento seja imediato e eficiente. Por isso, buscar ajuda médica especializada, que consiga fazer um diagnóstico ágil e preciso, é fundamental. “Em um Pronto Atendimento especializado, como o do Pilar Hospital, a equipe está preparada para reconhecer, rapidamente, os indicativos de que o paciente pode estar sofrendo um AVC, com isso, aumentam-se as chances de tratar os sintomas e prevenir as sequelas. Além disso, ter à disposição exames, UTI e Centro Cirúrgico com a mais alta tecnologia, se necessário, auxiliam muito no tratamento individualizado”, explica a especialista.
A emergência do Pilar Hospital tem como suporte ampla variedade de exames diagnósticos, além da retaguarda da Instituição para internamento com apartamentos e leitos de UTI. A estrutura inclui ainda um Centro Cirúrgico equipado com alta tecnologia para neurocirurgia, além do Pilar Centro Médico, que é uma extensão da instituição, localizado a poucos metros do hospital, onde os pacientes, após o passar pelo Pronto Atendimento, terão acesso às superespecialidades neurológicas, como cefaleias, demência e epilepsia. O objetivo é que os pacientes possam dar continuidade ao tratamento, dois mais simples aos mais complexos, em ambientes integrados e extensivos.
O Pronto Atendimento Neurológico do Pilar Hospital conta com a coordenação das médicas neurologistas Dra. Claudia Panfilio e Dra. Ana Caroline Dalmônico.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »