30/03/2022 às 16h19min - Atualizada em 30/03/2022 às 16h37min

Corpo do jornalista Jocelito Paganelli será enterrado em Catanduva

O profissional, que trabalhava como chefe de redação na TV TEM, sofreu um infarto do miocárdio em casa.

Harley Pacola
Arquivo Pessoal
O corpo do jornalista Jocelito Paganelli será enterrado na tarde desta quarta-feira, dia 30, em Catanduva, interior de SP. Ele morreu em casa nesta terça-feira, dia 29,  após sofrer um infarto agudo do miocárdio.
Nascido em Catanduva, o jornalista, de 42 anos, trabalhava na TV TEM desde junho de 2017. Ele era conhecido por noticiar os bastidores da vida política em Rio Preto, além de fazer apurações complexas e denúncias, sempre com muito profissionalismo e imparcialidade.
Jocelito era formado pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras (Fafica) de Catanduva e tinha pós-graduação em Marketing Político e Propaganda Eleitoral pela Universidade de São Paulo (USP).
 
O jornalista completaria 43 anos no próximo dia 3 de abril.
Antes de fazer parte da equipe da TV TEM, Jocelito passou pelo jornal Diário da Região, colecionando amigos, companheiros de profissão e fontes.
"Ainda estou sem palavras. Um jornalista primoroso, educado, ético e responsável. Um ser humano incrível, sincero, divertido, parceiro, amigo dos bons. Apesar da carreira consolidada, estava só começando. Que Deus o receba de braços abertos. Realmente, os bons morrem antes", disse a jornalista Renata Fernandes, que trabalhou com Jocelito no Diário da Região e na TV TEM.
Em nota, a TV TEM lamentou a morte do profissional. "Ao longo de cinco anos, a TV TEM teve a honra de contar com o talento e o amor ao jornalismo deste profissional versátil e competente. Estamos todos muito abalados e tristes com essa trágica notícia e partida prematura de Paganelli. Expressamos nossas condolências aos familiares, amigos e admiradores do jornalista."

Repercussão

Além de decretar luto oficial por três dias, o prefeito de Rio Preto, Edinho Araújo (MDB), disse estar consternado com a morte "precoce do jovem e competente jornalista Jocelito Paganelli."
"Perdemos um profissional talentoso, ético e sempre preocupado com a imparcialidade. Que Deus conforte os amigos e a família", escreveu o prefeito.
 
O presidente da Câmara Municipal de Rio Preto, Pedro Roberto, afirmou que recebeu com muita tristeza a notícia do falecimento.
"Uma perda para todos nós. Jocelito durante muitos anos acompanhou o dia a dia do Legislativo, sempre com respeito aos parlamentares. Sem dúvidas, cultivava a admiração dos vereadores. Perda repentina, que lamentamos muito."

O prefeito de Catanduva, Osvaldo Oliveira, também decretou luto oficial por três dias.
"A morte do jovem jornalista Jocelito Paganelli deixa toda a comunidade perplexa. Filho de Catanduva e que tanto orgulho nos proporcionou por meio de seu trabalho. Nos últimos anos, o jornalismo e a política nos aproximara. Sua conduta de respeito e ética foram marcantes."

Nas redes sociais, o deputado federal Geninho Zuliani (União Brasil) lamentou a morte do jornalista.
“É com profundo pesar que recebemos a notícia do falecimento do jornalista da TV TEM de Rio Preto, Jocelito Paganelli. Aos familiares e amigos, nossos sentimentos e solidariedade neste momento de dor.”

O repórter Allan de Abreu também recorreu a web para dizer que está arrasado com a notícia.
"Um coração tão grande e generoso não aguentou. Jo infartou. Vá em paz, querido", escreveu.
 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »