30/03/2022 às 14h53min - Atualizada em 30/03/2022 às 20h53min

Financiamento estudantil é opção para quem deseja se especializar e migrar para o mercado de tecnologia

Ex-alunos que precisaram de crédito para mudar de carreira relatam suas experiências; Setor de tecnologia cresceu 22,9% no ano passado e, até 2024, deve gerar mais 421 mil postos de trabalhos

SALA DA NOTÍCIA Redação

Segundo o relatório Protegendo o Futuro do Trabalho, após o surgimento da covid-19, 53% dos brasileiros querem mudar de profissão. Apesar de diferentes motivos sustentarem esse alto índice, é fato que a área de tecnologia será uma das mais visadas por este público no geral. Estudo realizado pela Associação Brasileira das Empresas de Software (ABES) aponta que o setor cresceu 22,9% no ano passado e deve gerar 421 mil postos de trabalho até 2024, de acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom). 

Apesar desse cenário positivo, a atuação no nicho exige conhecimentos técnicos bastante específicos de seus profissionais. Ou seja, na maioria das vezes, é preciso  realizar cursos um pouco mais caros para o candidato conseguir o cargo almejado. Visando trazer mais acessibilidade ao público interessado, a Ironhack - escola global de tecnologia e programação - disponibiliza algumas opções de financiamento estudantil para os seus bootcamps,  flexibilizando a forma de pagamento para quem busca a especialização ou a mudança de carreira. O ex-aluno, Mário Bechmann foi um dos contemplados pelo financiamento. Mário trabalhava como instrutor de idiomas, quando optou pelo bootcamp de UI/UX Design.

“A especialização mudou minha vida completamente, foi a melhor coisa que já aconteceu comigo. O financiamento foi fundamental para mim, sem ele nada disso seria possível. Todo o processo tinha o usuário como centro, então foi bem amigável e fácil de realizar. Para ajudar, consegui uma oportunidade de trabalho na área na metade do curso, em um cargo legal, então consegui lidar bem também com o pagamento das parcelas. Hoje tenho uma qualidade de vida que jamais teria sem o curso. Simplesmente sou o cara mais feliz do mundo”, explica Bechmann, que atualmente é product designer da Cielo.

O mesmo aconteceu com Vagner Silva, ex-aluno do curso de Web Development, que atuava como fotógrafo e agora é analista de campanhas digitais. “Escolhi por ser um curso de pouco tempo, intensivo e por ter turma iniciando no momento que desejava. Não teria condições de fazer o curso sem o financiamento. Passei na prova deles e fui aprovado, tudo bem rápido”, completa o profissional.

Através do financiamento estudantil da Revelo Up, é possível começar a pagar o bootcamp full-time 30 dias depois que o curso terminar, em até 24x no boleto. Já na opção part-time, o estudante começa a pagar 30 dias depois que as aulas começam. A Revelo Up faz o pagamento do curso para a escola e o aluno paga o financiamento com condições mais acessíveis para a empresa. 

Para Noemia Menezes, o processo foi semelhante ao dos colegas, a designer escolheu o bootcamp de UX/UI Design por indicação de um grupo com pessoas na área. Após a especialização, a profissional passou a atuar como product designer na Try Consultoria. “O financiamento me ajudou em tudo. Só assim consegui pagar o curso. E o bootcamp mudou minha vida. A dica para quem quer migrar para o setor é que esse é o melhor momento para isso. Todas as áreas de tecnologia estão crescendo. Mas, tem que lembrar que é um mercado que sempre é preciso estar estudando e evoluindo”, diz.

Atualmente a Ironhack conta com três opções de financiamento dos bootcamps de tecnologia. Cada uma delas apresenta diferentes condições de pagamentos, passando desde o caso de pagar pelo curso apenas após já estar empregado até aulas com financiamentos a taxas abaixo do 1%. Confira as possibilidades:

Income Share Agrement (Renda Compartilhada) Ironhack
Nesta opção, o aluno não paga nada até conseguir a recolocação. Esta condição dá acesso ao financiamento educacional em troca de uma percentagem fixa da sua renda após a sua formação durante um período de tempo pré-estabelecido. O aluno não pagará até conseguir um emprego, e sua taxa será baseada no que o estudante ganhará posteriormente. Este financiamento tem um número limitado de vagas por curso e só estará disponível uma vez que você tenha concluído o processo de admissão através de uma avaliação técnica. Para saber mais sobre as condições dessa opção de crédito e critérios dessa concessão de crédito, entre em contato com o time de admissões da Ironhack.

Revelo Up
O aluno paga o financiamento através da Revelo Up, com opção de pagamento em 18 parcelas sem juros e sem entrada. Já se a escolha for por parcelas de 21 e 24 vezes, os juros variam de 0.99% a 1.49% ao mês. No formato full-time o aluno começa a pagar 30 dias depois que o bootcamp termina. Já na opção part-time o estudante começa a pagar 30 dias depois que as aulas começam.

Provi
Por fim, a escola disponibiliza ainda o método Provi, em que o aluno recebe o  empréstimo que deverá ser pago ao longo 3, 6, 9 ou 12 vezes sem juros, ou com juros de 1.19% e 1.49% em 18 ou 24 meses respectivamente.

“O mercado de tecnologia está em constante crescimento, com milhares de vagas abertas e muitas oportunidades para quem deseja se desenvolver no setor. Por isso, oferecemos oportunidades para transição de carreira rápida com ótimas condições para que os nossos alunos tenham foco total a aprendizagem”,  finaliza Alexandre Tibechrani, General Manager Americas da Ironhack.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »