29/03/2022 às 16h29min - Atualizada em 30/03/2022 às 21h01min

Desaceleradora de startups: entenda o que é esse conceito que vem mudando o mercado

“O processo de desaceleração consiste em identificar, por meio de uma análise abrangente e eficaz, possíveis equívocos de gestão, operação e planejamento que podem estar impedindo o crescimento das startups” explica Ricardo Voltan, Co-founder da desaceleradora OBoard

SALA DA NOTÍCIA Redação

Levantar um negócio é tão desafiador quanto atuar em sua expansão. De acordo com o estudo “Causas da Mortalidade de Startups Brasileiras”, realizado pelo Núcleo de Inovação e Empreendedorismo da Fundação Dom Cabral, pelo menos 25% das startups fecham as portas em seu primeiro ano de atividade e 50% delas já estão mortas até o quarto ano de vida. 

Em meio a este cenário, uma das questões mais frequentes na mente dos empresários é: por qual motivo minha startup não está desempenhando conforme o esperado? A fim de analisar os possíveis motivos desse desalinhamento e apontar soluções assertivas, surge o conceito de "desaceleradora de startups”. Para Luiz Fernando Carvalho, co-founder de OBoard, a primeira desaceleradora do Brasil, o conceito do negócio é de fácil compreensão, embora seja desconhecido para muitos, principalmente em solo brasileiro. 

“O conceito de desaceleração refere-se a iniciativa de ‘ajeitar a casa’ sem que o funcionamento da empresa seja paralizado. Sendo assim, um grupo de especialistas consegue apontar as áreas que precisam de otimização, permitindo que a companhia se torne apta a alcançar sua expansão e atingir os objetivos pré-determinados”, revela o co-founder de OBoard. 

Desaceleração de startups: o processo na prática 

A fim de realizar uma análise abrangente e personalizada em cada empresa, o processo de desaceleração envolve alguns pilares. “Análise aprofundada do business, a partir da trilha do Teste de Sanidade, uma metodologia proprietária de análise de negócios; contrato de mentoria/aconselhamento e preparação estratégica e tática para tomada de capital”, afirma Voltan. “Para os investidores, a análise aprofundada do business, através do Teste de Sanidade, e devolutiva sob modelo de relatório para que este tome a melhor decisão de investimento”, complementa. 

Alerta vermelho: saiba identificar o momento de buscar ajuda 

Segundo Ricardo Voltan, o empresário deve buscar auxílio aos primeiros sinais de que seu negócio não está performando conforme o desejado, principalmente no aspecto ‘crescimento’. “O momento certo de buscar essa orientação é aquele em que o gestor percebe que não consegue escalar mais o negócio e o mercado continua demandando. É quando os investidores entram não só com o dinheiro, mas com muito 'smart' e orientação para tomadas de decisão estratégicas”, aponta. 

Desaceleração no Brasil: a disseminação do conceito 

No Brasil, o conceito de “desaceleradora” não está disseminado, em grande parte, devido a um olhar ainda forte para o processo de aceleração e modelos de operação que estão se tornando ultrapassados nos mercados mais desenvolvidos. “A tendência é que, no Brasil, a proposta da desaceleradora cresça cada vez mais, tendo em vista que estamos falando de um modelo de negócio que, por meio de estratégias personalizadas de análise, consegue levantar um diagnóstico completo da saúde da empresa, bem como orientá-la durante o processo de expansão. Sendo assim, a disseminação desse conceito significa, diretamente, o ato de abrir a mente para obter um futuro empresarial promissor”, finaliza Voltan.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »