28/03/2022 às 23h32min - Atualizada em 31/03/2022 às 06h21min

Empresa cinquentenária no desenvolvimento de testes psicológicos é referência em avaliações para carteira de habilitação e porte de armas

Em ambas, a atenção torna-se um fator decisivo para psicólogos, característica importante para evitar que o indivíduo avaliado coloque as pessoas em perigo

SALA DA NOTÍCIA PinePR
Freepik
 

A Vetor Editora, empresa cinquentenária com foco em pesquisa, desenvolvimento e geração de conhecimento por meio de conteúdos especializados para a área psicológica, é referência no setor de testes psicológicos desde a sua fundação, e alguns dos principais materiais disponibilizados pela empresa são destinadas para o trânsito e para o porte de armas.

Para ambos é necessário realizar a etapa de avaliação psicológica, via testes em papel ou de forma online. Conduzidos por psicólogos, eles precisam levar em conta três características: atenção, inteligência e memória. No trânsito, por exemplo, para os condutores que vão adquirir a carteira de habilitação, é preciso avaliar as habilidades mínimas requeridas para dirigir: níveis de atenção, inteligência, memória visual e traços de personalidade. Em conjunto, essas características podem levar a um diagnóstico preciso em casos de indivíduos agressivos, ansiosos e impulsivos, o que pode atrapalhar a rotina do trânsito. 

“Estamos em um momento tão delicado para a saúde mental que é primordial entender a importância dessas avaliações, já é por meio deles que torna-se possível dizer o quanto o indivíduo está apto para uma atividade em questão, e se ele colocaria ou não as pessoas a sua volta em perigo, e nós da Vetor somos especialistas nisso”, explica o CEO da Vetor Editora, Ricardo Mattos. 

O teste para porte de armas é outro que está em alta, e esse aumento tem um motivo, pelo menos é o que diz o sistema da Polícia Federal. Segundo ele, o número de novos registros de armas de fogo no Brasil cresceu 90% em 2020 em comparação com o ano anterior, e foi o maior número da série histórica já registrada. E o número de porte de armas também aumentou: foram 10.437 autorizações em 2020 contra 9.268 em 2019. 

Mesmo com esse boom, a seriedade para esses testes continuam com rigidez extrema. A lei estabelece critérios para o registro de uma arma de fogo, como ter mais de 25 anos, não ter antecedentes criminais, apresentar atestado psicológico e comprovar aptidão técnica. No caso das avaliações psicológicas, a Vetor é uma das principais empresas responsáveis por dizer se o indivíduo está ou não apto para ter o porte. Com psicólogos, que precisam ter credenciamento na Polícia Federal, a editora realiza esse tipo de avaliação. 

Mais especificamente nesse cenário, segundo o CEO da Vetor Editora, Ricardo Mattos, é importante analisar de forma precisa o nível de atenção concentrada e difusa da pessoa envolvida. “Imagine a situação: o segurança de um banco precisa lidar com entrada e saída de pessoas, distrações e diversos acontecimentos do dia a dia, e tem de tomar a decisão de usar a arma de fogo rapidamente e com precisão, e é óbvio que ele precisa ter muita atenção ao seu redor, para se precisar atirar, aja corretamente, sempre mantendo-se ativo e alerta para contribuir com informações relevantes e prevenir interferência em suas atividades”, completa Mattos. 


Sobre a Vetor Editora

Fundada há 55 anos, a Vetor Editora é uma empresa voltada para pesquisa, desenvolvimento e geração de conhecimento, por meio da publicação de testes psicológicos, instrumentos multidisciplinares e livros destinados às áreas de psicologia, fonoaudiologia, neuropsicologia, pedagogia, psicopedagogia e outras. A empresa também presta serviços de contratação, consultoria e treinamentos para Recursos Humanos de organizações por meio de sua linha de negócios, a Vetor Serviços, oferece cursos presenciais e a distância (EaD) e possui uma plataforma, a VOL Vetor Online, que oferece a possibilidade de aplicação e correção de instrumentos e testes psicológicos online.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »