29/03/2022 às 13h13min - Atualizada em 31/03/2022 às 06h21min

Semana de Leitura de SP tem programação híbrida para incentivar leitura e celebrar 100 anos da Semana de Arte Moderna

Ocorrendo entre 4 e 8 de abril, 11ª Semana de Leitura conta com atrações espalhadas por toda a cidade para estimular a leitura entre a população. Com um esquenta nos dias 1 e 2 de abril, com distribuição gratuita de livros, a abertura do evento ocorrerá em sessão solene no Theatro Municipal.

SALA DA NOTÍCIA Holding Comunicações
São Paulo - Entre os dias 4 e 8 de abril acontece, na cidade de São Paulo, a 11ª Semana Municipal de Incentivo e Orientação ao Estudo e à Leitura, instituída pela Lei nº 14.999/09 de autoria do vereador Eliseu Gabriel (PSB), cujo gabinete é responsável pela realização em conjunto com as secretarias municipais de Educação, de Cultura e da Pessoa com Deficiência.

Parte do Calendário Oficial da Cidade de São Paulo, a Semana de Leitura, que em sua 11ª edição comemora o centenário da Semana de Arte Moderna de 1922, tem como objetivo estimular o estudo e a leitura entre crianças, adolescentes, adultos e idosos, o que é especialmente importante em um cenário em que quase metade da população brasileira (48%) não lê livros, segundo dados da 5ª edição da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil. “Incentivar a leitura é um ato de amor, é a base para a construção de uma sociedade mais justa e humana”, diz Eliseu Gabriel, que também é professor.

Com o tema “100 anos da Semana de Arte Moderna”, a 11ª edição da Semana de Leitura contará com atividades on-line e presenciais, incluindo contações de histórias, saraus, apresentações teatrais e musicais, rodas de leitura, palestras, entrevistas, bate-papos com escritores, visitas guiadas a bibliotecas, trocas de livros, exibições de curtas-metragens e diversas outras iniciativas espalhadas por espaços de toda a cidade, como escolas, bibliotecas, CEUs (Centro Educacional Unificado), teatros, ruas, shopping, centros de cultura e ocupações culturais. Confira algumas das atrações:

- Abertura: A abertura do evento ocorrerá no dia 4 de abril, às 13 horas, no Theatro Municipal e contará com a presença de cerca de mil alunos, além de professores, diretores escolares, bibliotecários, convidados e autoridades. “O Theatro Municipal é um marco, pois foi onde artistas de diversos campos, incluindo escritores, pintores, músicos e intelectuais, expuseram seus talentos modernistas e pediram a valorização da cultura nacional durante a Semana de Arte Moderna de 22”, afirma Eliseu Gabriel. A abertura consistirá em uma sessão solene e uma série de apresentações, incluindo atrações como os espetáculos “Mário de Andrade: o papa do Modernismo”, com o ator Pascoal da Conceição, e “Barbatuquices!”, do grupo Barbatuques. Professores das Diretorias Regionais de Educação (DREs) e alunos das escolas municipais participantes da Academia Estudantil de Letras (AEL) também farão apresentações na abertura da 11ª Semana de Leitura, como o espetáculo “As cores de Tarsila" e o ballet “Fadas da Natureza: eternidade e em busca do vale perdido”.
Poesia na Faixa

Poesia na Faixa


- Poesia na Faixa: No dia 05 de abril, uma das atrações é o projeto “Poesia na Faixa”, em que o coletivo Poetas do Tietê, com o auxílio de megafones, declamarão poesias e distribuirão poemas para os transeuntes e motoristas na faixa de pedestres da esquina da Av. Paulista com a Rua Joaquim Eugênio de Lima. A ação começa ao meio-dia.

- Encontro de fãs de Harry Potter: No dia 07 de abril, às 16h, os fãs de Harry Potter poderão se reunir na Biblioteca Brito Broca (Av. Mutinga, 1425) para fazer uma leitura coletiva do primeiro livro da saga, “Harry Potter e a Pedra Filosofal”, em um evento promovido pela artista e influenciadora mirim Laura Corrêa. O encontro também contará com uma simulação da designação dos participantes entre as 4 casas que compõem Hogwarts, assim como acontece nos livros.

 -Peça “Cadê o amor que estava aqui?”: Também no dia 07, acontecerá a apresentação da peça “Cadê o amor que estava aqui?”, às 10h e às 15h, no Centro de Educação e Cultura Indígena (CECI) Jaraguá (Rua Comendador José de Matos, 386). Essa é uma escola de educação indígena que conta com 127 estudantes guaranis e está localizada em uma região considerada reserva indígena que conta com a maior concentração de indígenas da tribo Guarani: são mais de 700 pessoas. Todo o projeto arquitetônico do local respeita as condições sócio-paisagísticas-culturais da aldeia, pois foi elaborado em conjunto com as lideranças indígenas Guarani.
Peça "Desenquadrando Tarsila"

Peça "Desenquadrando Tarsila"


- Peça “Desenquadrando Tarsila”: No último dia da Semana de Leitura (08), a peça teatral “Desenquadrando Tarsila” ocupa o palco da Biblioteca Affonso Taunay (Rua Taquari, 549). A apresentação, que acontece às 14h, traz as personagens Farol e Abaporu, famosos quadros de Tarsila do Amaral, para contar a história e os efeitos da artista modernista de maneira divertida e ritmada.

- BiblioSesc: Durante a 11ª Semana de Leitura também será possível visitar a BiblioSesc, a biblioteca itinerante do SESC, que, com suas diversas unidades, passeará por diversos pontos pela cidade para promover a leitura ao encurtar a distância entre o leitor e as obras com empréstimo de livros e programações culturais como contação de histórias, oficinas, intervenções. Nos dias 5 e 7, às 14 horas, a unidade localizada em Santana ainda receberá uma intervenção com uma personagem de circo, parte do grupo Brotando em Mim.

As atrações da 11ª Semana de Leitura também ocupam o ciberespaço:

- Live com o autor Rodrigo Magalhães Libânio: No dia 7 de abril, às 11h, será possível acompanhar um bate-papo com o autor Rodrigo Magalhães Libânio, que já conta com mais de 20 mil cópias vendidas de seus livros.

- Live “O Poder do Hábito de Leitura”: Também no dia 7, às 15h, a influenciadora digital Hannah Wischral Mathias (@leiaaguria), que possui mais de 50 mil seguidores, dará dicas para aqueles que desejam incluir o hábito da leitura no seu dia a dia. Ambas as lives serão transmitidas através dos canais oficiais da Semana de Leitura.

A programação pode ser acessada na íntegra através do site do evento.

Além das atividades agendadas, a lei que institui a Semana de Leitura também encoraja que qualquer entidade, escola, empresa ou instituição realize suas programações independentes. “Integrar a comunidade nessa ação é essencial para expandir o hábito de ler e estudar e, assim, formar cidadãos mais preparados para enfrentar os desafios que o futuro nos reserva”, destaca o vereador Eliseu Gabriel. O encerramento do evento ocorre no dia 8 de abril, às 13h, no Salão Nobre da Câmara Municipal de São Paulo.

O evento também contará com um Esquenta, com atrações antecedendo a abertura, entre os dias 1 e 2 de abril, como um convite para o evento principal:

- Distribuição gratuita de livros: No dia 1 de abril, o Terminal de Ônibus Bandeira contará, das 10h às 12h, com um quiosque para a distribuição gratuita de livros. O mesmo acontece no Terminal Lapa, das 14h às 16h. Já no dia 2 de abril, o quiosque estará localizado no Terminal Pirituba, das 10h às 14h. Em ambos os dias, cada local contará também com a presença de artistas caracterizados.

- Peça “Os livros de Bebel”: Também no dia 2, o Cantareira Norte Shopping recebe a peça teatral “Os livros de Bebel”, que conta a trajetória de uma garota na descoberta do poder transformador da leitura. A apresentação ocorrerá em dois horários, às 15h e 19h, no piso térreo e tem classificação livre.

A 11ª Semana de Leitura tem apoio de entidades como SESC, Câmara Brasileira do Livro (CBL), Aprofem (Sindicato dos Professores e Funcionários Municipais de São Paulo), CPP (Centro do Professorado Paulista) e Sinesp (Sindicato dos Especialistas de Educação do Ensino Público Municipal de São Paulo).

Serviço
11ª Semana Municipal de Incentivo e Orientação ao Estudo e à Leitura
Período: 4 a 8 de abril
Agenda e informações: site da Semana de Leitura

Esquenta da Semana de Leitura
Período: 1 e 2 de abril
Agenda e informações: site da Semana de Leitura
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »