31/03/2022 às 15h47min - Atualizada em 31/03/2022 às 17h50min

A influência dos fones de ouvido nos problemas de audição

Usar fones por tempo prolongado e em volume muito alto pode causar danos irreversíveis na audição.

SALA DA NOTÍCIA Vero Lettera Comunicação

Cerca de 466 milhões de pessoas sofrem com perda auditiva. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), até 2050 a expectativa é de que o problema atinja 900 milhões de pessoas. Esses danos podem aparecer por genética, fatores ambientais, tais como sons altos e exposição à toxinas.

A Dra. Rita de Cássia, otorrinolaringologista, explica que os fones de ouvido são vilões quando se trata da saúde auditiva. “Nesse caso, o problema é conhecido como perda auditiva induzida pelo ruído intenso”, explica. Somente usar os fones já pode prejudicar a audição, mas algumas pessoas fazem o uso do aparelho em vias barulhentas, aumentando ainda mais o volume e causando mais danos diários. “O limite de volume são 85 decibéis, apesar de também causar algum dano”, afirma a especialista.

Além dos fones, diversos fatores podem prejudicas a audição, tais como diabetes, tabagismo, hipertensão e efeitos colaterais de remédios.

Ao perceber que há alguma coisa errada na audição, deve-se consultar um especialista. Ele pode solicitar exames para comprovar a perda auditiva e o tratamento varia de acordo com a idade e condição do paciente.

Serviço: Rita de Cássia Cassou Guimarães (CRM 9009)

Otorrinolaringologista, otoneurologista, mestre em clínica cirúrgica pela UFPR

Telefones: (41) 3225-1665 ou (41) 9216-9009

Blog: http://canaldoouvido.blogspot.com 

Email: ritaguimaraescwb@gmail.com 

Endereço: Rua Fernando Simas, n° 705. Bairro: Mercês. O consultório fica no quarto andar, nas salas 41 e 42. Curitiba, PR


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »