31/03/2022 às 16h19min - Atualizada em 31/03/2022 às 19h01min

Covid 19: especialista observa a importância dos cuidados com a saúde pós infecção

“Pacientes que tiveram em contato com o vírus precisam redobrar a atenção com a rotina de exames pós Covid 19”, afirma Dr. Alexandre Mançano, médico do Grupo Sabin

SALA DA NOTÍCIA Viviane Melém
sabin.com.br
Divulgação

Covid 19: especialista observa a importância dos cuidados com a saúde pós infecção

“Pacientes que tiveram em contato com o vírus precisam redobrar a atenção com a rotina de exames pós Covid 19”, afirma Dr. Alexandre Mançano, médico do Grupo Sabin
 

Março, 2022. Após o alerta das autoridades de saúde alertam para uma nova variante do SarS-Cov-2, a Deltacron (mutação originária da variante delta com a ômicron), especialistas chamam atenção para um cuidado importante com a saúde pós Covid. “Grande parte dos pacientes que tiveram contato com o vírus consegue se recuperar sem sequelas, mas há uma parcela significativa de pessoas que precisa redobrar a atenção com a rotina de exames pós-covid 19, no caso de continuação de sintomas”, afirma o médico radiologista do Grupo Sabin Dr. Alexandre Mançano.

O importante, esclarece, é observar a própria saúde e manter os cuidados rotineiros. “Ao observar qualquer alteração ou sintoma, a pessoa deve procurar seu médico, que vai avaliar a necessidade de novos exames, inclusive de imagem dos pulmões, e indicar o tratamento, se for o caso.” 

Além disso, o médico reitera que outro detalhe essencial na retomada da rotina é que os exames contribuem significativamente com o diagnóstico de possíveis complicações, sequelas pós infecção e/ou até mesmo para evitá-las. Entre os exames indicados estão os de imagem, como ressonância magnética. “Com a ressonância em mãos, por exemplo, temos melhor precisão do grau de comprometimento do pulmão – se houver”.

Além disso, o especialista destaca também que o mais importante é entender a necessidade individual de cada paciente e buscar orientação médica para avaliar possíveis sequelas. “Sabemos que o coronavírus inflama os pulmões, e caso o exame aponte alguma complicação, o médico pode dar início rapidamente ao atendimento com uma equipe multidisciplinar de saúde”.

O médico infectologista do Grupo Sabin, Dr. Alexandre Cunha, observa também os desafios de entender como o vírus pode se comportar após o quadro de infecção. “As consequências do Coronavírus no organismo de quem teve contato com o vírus ainda são perguntas para a ciência. A partir de pesquisas e reports conseguiremos entender como os pacientes vão se comportar num futuro próximo, mas de fato, hoje não há na literatura científica nenhuma comprovação sobre a síndrome pós-covid”, destacou.

Serviço: O portfólio do Grupo Sabin conta com 7.300 negócios de saúde especializados em análises clínicas, diagnóstico por imagem, check up executivo, imunização e atenção primária à saúde. Para conferir todos os detalhes, acesse o portal da empresa.


Para acompanhar as novidades do Grupo Sabin, acesse as redes sociais:

Linkedin | Instagram | Facebook | Youtube

Mais informações à imprensa:

Viviane Melém
FSB Comunicação

Tel: + 55 11 97171-1524 / 11 3165-9794 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »