22/06/2022 às 00h41min - Atualizada em 22/06/2022 às 04h35min

Câmara de Rio Preto aprova o projeto da LDO para 2023

O Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias recebeu 28 emendas, das quais sete foram aprovadas, 19 rejeitadas e duas foram retiradas.

Harley Pacola
Divulgação/Assessoria de Imprensa Câmara Municipal

A Câmara de Rio Preto aprovou nesta terca-feira, dia 21, projeto da Lei de Diretrizes Orçamentarias (LDO) para o exercício de 2023. Os vereadores aprovaram em primeiro turno de discussão e votação A LDO estabelece as metas fiscais, prioridades da administração e orienta a elaboração da Lei Orçamentária Anual (LOA) que deve ser apresentada ao legislativo até 30 de setembro.

A proposta da LDO/2023 recebeu 28 emendas elaboradas pelos vereadores Renato Pupo-PSDB (11), João Paulo Rillo-Psol (7) e Pedro Roberto-Patriota (5) que retirou as emendas 27 e 28 de sua autoria.

Para o ano que vem, a Prefeitura prevê receita total de R$2,6 bilhões que serão aplicados no custeio da administração pública. Desse montante, R$548,1 milhões serão para a Secretaria de Educação, contemplando aumento de 2.244 vagas na Educação Infantil e Ensino Fundamental.

Segundo a texto da LDO, a Secretaria Municipal de Saúde apresenta custo estimado para seus programas de R$447,5 milhões. E para a pasta Planejamento e Infraestrutura Urbana, da Secretaria Municipal de Obras, foram destinados R$ 235,8 milhões.

Ao final da sessão, o presidente Pedro Roberto (Patriotas) convocou duas sessões extraordinárias para próxima quinta-feira, dia 23, para votação do projeto de lei 88/2022 sobre o Programa de Pagamento Incentivado do Semae.

A segunda sessão extra do ano será às 10h e a terceira às 11h com transmissão, ao vivo, pela TV Câmara sinal 28.2; canal 4 da NET e pelas redes sociais - YouTube e Facebook.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »