22/06/2022 às 05h18min - Atualizada em 22/06/2022 às 05h26min

Polícia Ambiental encontra carcaças de animais descartados em Rio Preto

O terreno onde as carcaças foram encontradas fica próximo ao Hospital Veterinário da Unirp. A universidade responsável por administrá-lo negou o descarte irregular e disse que paga uma empresa para realizar o serviço.

Harley Pacola
Arquivo Pessoal
Carcaças de diversos animais foram encontradas na tarde desta terça-feira, dia 21, descartadas irregularmente em um terreno às margens da rodovia BR-153, em Rio Preto.
De acordo com a Polícia Militar Ambiental, uma denúncia anônima fez com que equipes da corporação constatassem a irregularidade.

A Polícia Ambiental prometeu fazer uma investigação com a Polícia Civil, Polícia Científica e Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) para descobrir quem descartou os animais e responsabilizá-lo criminalmente e administrativamente.

Ainda conforme a Polícia Ambiental, ossos de cachorros, gatos, carneiros, bois, cavalos e macacos foram encontrados, além de sacos plásticos, coleiras e itens hospitalares.

O terreno onde as carcaças foram encontradas fica próximo ao Hospital Veterinário da Unirp. A universidade responsável por administrá-lo negou o descarte irregular e disse que paga uma empresa para realizar o serviço.

"Esta empresa nos fornece comprovantes a cada coleta e notas fiscais mensais. Sabemos que descartar lixo hospitalar de forma irregular é crime ambiental gravíssimo e tal ato não condiz com nossos preceitos, indo na direção contrária à consciência ecológica que ensinamos aos nossos alunos e funcionários", disse a universidade particular em nota.

Também foram localizadas sacolas plásticas com o nome da Diretoria do Bem Estar Animal (Dibea) de Rio Preto. A Secretaria de Saúde afirmou que os animais que morrem são encaminhados para a empresa contratada para o serviço de incineração.

"A Dibea espera que as autoridades competentes apontem os eventuais responsáveis pelo fato verificado", conclui nota Secretaria de Saúde.
Já a empresa contratada pelo hospital veterinário alegou que não realiza o descarte de animais de forma irregular.
"Os animais são recolhidos, tratados e encaminhados para incineração", afirmou a empresa em nota.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »