22/06/2022 às 08h34min - Atualizada em 22/06/2022 às 08h34min

Livro de jornalista dá dicas de como lidar com a imprensa

Obra lançada há um ano, pode ser adquirida nas principais livrarias digitais do país, como a Amazon e o Clube dos Autores.

Harley Pacola
Arquivo Pessoal
O jornalista e escritor Nelson Gonçalves, 61 anos, casado, pai do Renzo, editor da Folha do Povo, lançou há exatos um ano o livro “Como Lidar com a Imprensa – Cara a Cara com o Repórter”. O livro conta com 181 páginas, publicado pela Pod Editora, tem prefácio do empresário Milton de Carvalho, presidente da Acomac (Associação dos Comerciantes de Materiais de Construção da Região de São José do Rio Preto), que o ajudou a patrocinar a publicação.
 
A obra destinada principalmente aos pequenos e micro-empresários, artistas, dirigentes políticos, lideranças de instituições e profissionais liberais aborda questões práticas que facilitam o entendimento e relacionamento com a imprensa. O livro, recheado de inúmeros exemplos, oferece dicas preciosas para se evitar gafes, desentendimentos e mal-estares durante as entrevistas e relacionamento com os repórteres. A capa e as ilustrações no livro são do cartunista Orlandelli, que trabalhou no Diário da Região e na revista Veja. O exemplar está disponível nas principais livrarias digitais como a Amazon e Clube dos Autores. O valor varia entre R$30 e R$50. Os interessados podem encomendar pelo site www.podeditora.com.br
 
“Tivemos a honra de prefaciar esse livro, e temos a certeza de que os assuntos e as dicas ali contidas serão de extrema valia para ajudar a todos, principalmente aos pequenos comerciantes que não possuem condições para contratar uma assessoria de imprensa”, afirmou Milton de Carvalho, diretor-proprietário da Hidraurio, presidente da Acomac e que também é vice-presidente financeiro da Anamaco (Associação Nacional dos Comerciantes de Materiais de Construção), entidade que congrega 38 Acomacs e três federações do setor.
 
Nascido em Marília e com mais de 30 anos de experiência profissional, Nelson Gonçalves iniciou seu trabalho na imprensa como chargista, em 1976, no antigo jornal “Correio de Marília”. Atuou como editor no extinto jornal A Notícia de Rio Preto, produziu o Caderno Folha Norte (Folha de São Paulo), trabalhou seis anos no Diário da Região na editoria de Política. Na afiliada da TV Globo (extinta TV Progresso), exerceu o cargo de produtor (1992 a 1996) e foi editor da Folha de Araçatuba.
 
De lá para cá atuou em diversos órgãos de imprensa, passando por emissoras de rádio, televisão, assessorias de imprensa, agências de notícias, jornais e revistas. No início da década de 1980, Gonçalves foi o responsável por levar à Marília a Delegacia do Sindicato dos Jornalistas no Estado de São Paulo. Fez parte da diretoria do Sindicato dos Jornalistas de Marília (1983 a 1986) e de Rio Preto (1991 a 1993) e também da sub-sede regional da ABI (Associação Brasileira de Imprensa). De (1984 a 1988), Gonçalves teve a sua primeira experiência como assessor de imprensa na Prefeitura de Paraguaçu Paulista, na região de Marília.
 
Acumulando experiências interessantes e curiosas, Gonçalves diz ter tido a honra de ter participado do 1º Encontro Nacional dos Jornalistas em Assessoria de Imprensa, realizado em 1986, na cidade de São Pedro, foi elaborado pela Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas) o primeiro Manual de Assessoria de Imprensa. Quando ele assumiu a diretoria de Comunicação Social da Câmara de Rio Preto (2001-2002), ajudou a criar a TV Câmara, escreveu um manual distribuído internamente aos vereadores e funcionários dando dicas de atendimento ao público e à imprensa. “Nessa época, um colega que trabalhava conosco nos sugeriu que transformássemos esse manual em livro”, revela. “O tempo passou, muitas coisas mudaram, mas o relacionamento entre a imprensa e possíveis entrevistados ainda carecem de alguns ajustes para que todos possam conviver de maneira harmônica e sem ruídos”, lembra Gonçalves.
 
O livro lançado pelo jornalista aborda questões importantes com dicas para que o relacionamento com a Imprensa aconteça da melhor forma possível. É dirigido para agentes e dirigentes de órgãos públicos e privados, artistas, jogadores, profissionais liberais e, principalmente, para micro, pequenos e médios empresários que não dispõem de condições financeiras para contratar uma assessoria de imprensa profissional.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »