24/06/2022 às 10h53min - Atualizada em 25/06/2022 às 16h41min

Aumento de casos de covid-19 acende alerta para a importância da testagem

RT-PCR ou Teste Rápido de Antígeno devem ser feitos por pessoas com suspeita de infecção pelo novo coronavírus

SALA DA NOTÍCIA Pollyana Cabral
internet


 
Aumento de casos de covid-19 acende alerta para a importância da testagem


RT-PCR ou Teste Rápido de Antígeno devem ser feitos por pessoas com suspeita de infecção pelo novo coronavírus
 
Diante do atual cenário em relação à pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2) no país, apontado por especialistas como a 4ª onda, vale reforçar a importância de adotar medidas para contensão do vírus, como vacinação e o uso de máscaras. Outro fator importante neste momento é a testagem em massa, já que permite gerar informações imprescindíveis para o planejamento estratégico de ações de controle.

De acordo com o médico infectologista José David Urbaez Brito, da Dasa Centro-Oeste (Exame Medicina Diagnóstica, Laboratório Bioclínico, Atalaia Medicina Diagnóstica e Cedic Cedilab Imagem Laboratório), sempre que o indivíduo apresentar sintomas de infecção respiratória, como tosse, coriza e dor de garganta, é essencial procurar o diagnóstico correto. Entre os exames que devem ser feitos por pessoas com suspeita de covid-19 estão o RT-PCR e o Teste Rápido de Antígeno, capazes de detectar o coronavírus ou parte dele, como o material genético. “O RT-PCR foi o primeiro teste descrito e é considerado o padrão-ouro para diagnóstico da covid-19”, destaca o infectologista.

O RT-PCR é um teste que amplifica o material genético do vírus, possibilitando sua detecção. É um teste altamente específico e, raramente, apresenta resultado falso positivo. A detecção do vírus, no entanto, não garante que seja uma infecção ativa, pois o teste pode detectar fragmentos de vírus morto. De acordo com o infectologista, por esta razão, não é indicado como controle de cura ou para sair do isolamento.
Outra opção para detectar a doença é o Teste Rápido de Antígeno, que avalia a presença das proteínas virais. Ao optar por esse teste, recomenda-se a realização seriada, ou seja, que o faça a cada 3 dias. O Teste Rápido de Antígeno e o RT-PCR podem ser encontrados no Exame, Bioclínico, Atalaia e Cedic Cedilab.

Segundo o infectologista, os testes sorológicos não se prestam a diagnosticar a covid-19, apenas identificam se o indivíduo já teve contato com o coronavírus em algum momento ou se tomou a vacina. Já sobre os testes rápidos, vendidos em farmácias, o especialista explica que é muito difícil saber se eles são confiáveis porque existem diversos tipos e marcas disponíveis hoje em dia. “É essencial pesquisar qual o teste a farmácia está oferecendo e, mais importante ainda, saber se o estabelecimento fez a validação”, destaca.

O infectologista enfatiza que é preciso reforçar a vacinação contra a covid-19 e lembrar que um bom esquema de imunização tem, pelo menos, três doses, e quatro para pessoas imunossuprimidas. “Além disso, é ideal reforçar a proteção, baseada em comportamentos, como uso de máscaras em locais fechados, que é necessário não apenas pela pandemia, mas também para toda e qualquer transmissão de vírus respiratórios”, conclui o infectologista.  

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »