29/06/2022 às 10h44min - Atualizada em 30/06/2022 às 06h20min

Com quase 2 milhões de pares de sapatos envelhecidos, Sapataria Elmo conta como reestruturou operação

Em parceria com Data System, rede de lojas investe em tecnologia para ganhar visão estratégica de 14 operações no Brasil e adota novo posicionamento

SALA DA NOTÍCIA Laura Imene

Rodrigo Falci, presidente da Sapataria Elmo, rede varejista do setor calçadista, soma 84 anos de experiência no mercado. Mesmo diante de oito décadas de consolidação no ramo, Falci conta que foi preciso se reinventar para transformar os desafios do negócio em um novo posicionamento no setor. Com quase 2 milhões de pares de calçados envelhecidos no seu estoque e sem clareza de dados sobre isso, ter visão estratégica da rede tornou- se sua maior missão como CEO.

Após anos de entraves em relação à gestão e detalhamento de informações de rede, a varejista mineira adotou um ERP (Enterprise Resource Planning) da Data System, empresa líder no desenvolvimento de software para o varejo de moda, que ajuda na tomada de decisão em tempo real.

Em 2018, a rede contava com cerca de quase 2 milhões de pares em estoque, sendo que 70% eram ultra envelhecidos e cerca de 450 mil pares poderiam ser utilizados, mas o sistema em operação na época não acusava essa falha. A Elmo possui hoje cerca de 70 mil pares de calçados em seu estoque, uma diminuição de 95% no número de pares, em comparação ao início de 2018, quando Rodrigo assumiu as operações.

Atualmente, com a entrada do software ERP  da Data System,  o estoque conta com 70 mil pares nas 14 operações da rede. Além disso, um par leva de 8 até 12 semanas para sair do estoque. Quanto à cobertura de estoque, a Elmo afirma que diminuiu de 8 para 1,6, sendo assim, o tempo em que um produto leva para ser vendido, diminuiu consideravelmente nas lojas da marca, mesmo que ainda não seja o número ideal, na visão do presidente da Elmo. “Ainda estamos buscando chegar no número ideal de 2,9, com um serviço de reposição bem agressivo”.

Com a chegada da Data System e o início da transformação tecnológica instaurada nas lojas da empresa, a Elmo conseguiu enxergar a cobertura de estoque real, ou seja, o tempo médio em que o produto leva para ser vendido, se adequar ao padrão praticado por grandes marcas do mercado. “Pode parecer surreal, mas antes de termos a Data System como parceira, nós não sabíamos que tipo de produtos, numeração e cor tínhamos em estoque”, explica Falci.

O acompanhamento de perto muda a rota das estratégias. Quando o sistema de gestão utilizado não desempenha e não te mostra o detalhamento de estoque, há um risco considerável de endividamento. Quando não há uma observação, a loja trabalha com um capital encarecido que, muitas vezes, poderia ser aplicado melhor”, explica o presidente.

Atualmente, cerca de 14 lojas da rede operam com o ERP da Data System e a adoção do sistema foi fundamental para reestruturar a operação da marca, que vem melhorando  seus processos e resultados. Anteriormente, a empresa encontrava dificuldade para consolidar dados precisos e com agilidade sobre a operação, em especial sobre a gestão de estoque, compras e vendas. 

Com a implantação do sistema Data System, conhecido como PDV 4.0 especialista no setor, a varejista pôde avaliar campanhas e obter métricas detalhadas referente à margem de lucro por loja e consolidada do grupo. Em tempo real, o ERP traz  velocidade  para que as lojas ajustem estratégias e tracem novas rotas mais assertivas.  Com os números, é possível extrair dados e relatórios desenvolvidos especificamente para o setor.

“A Data  System trouxe uma solução facilitadora para todas as lojas da nossa rede e uma visão 360,  o PDV 4.0 permitiu uma evolução sistêmica do grupo. Com a parceria, nós conseguimos enxergar todas as lacunas que a gestão estava criando, isso facilita e transforma a visão dos nossos gestores e colaboradores”, explica Rodrigo Falci.

Gestão de estoque assertiva  

A gestão de estoque foi um passo fundamental para consolidar a reestruturação da Elmo nos últimos anos. A importância do planejamento desta área é vital para a sobrevivência e crescimento dos varejistas, pois estima-se que 75 a 80% do investimento total de uma loja de varejo se concentra em produtos. 

O ERP permite, por exemplo, que os PDVs sejam orientados com observância no custo da operação e ajude o lojista na injeção melhor projetada de capital. Segundo Rodrigo Roland, CEO da Data System, contribuir para melhor assertividade e crescimento dos grupos de lojas do varejo de calçados e roupas é o propósito da empresa. 

“A reestruturação dos pilares organizacionais, processos bem definidos e pessoas capacitadas aliadas ao uso de tecnologia para gestão do grupo trouxeram clareza e embasamento para decisões de extrema importância para Elmo. Sabíamos que esse  era seu grande impasse dos últimos anos e trabalhamos em parceria para essa evolução e conquista de resultados melhores.”, finaliza. 

Sobre a Data System

Há quase 30 anos no mercado de varejo e tecnologia, a Data System é líder no desenvolvimento de softwares para lojas de calçados e roupas - que movimenta mais de R$7 bilhões em vendas por ano. Possui mais de 3 mil clientes por todo o país, com grandes varejistas no leque como: Constance Calçados, Mundial Calçados, Martinez, Estrela Lojas, Labellamafia, entre outras. Além disso, em 2021, a empresa foi considerada um dos melhores lugares para se trabalhar com Tecnologia de Informação (T.I) no Brasil, de acordo com a GPTW. Saiba mais em: https://www.datasystem.com.br/


 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »