02/07/2022 às 09h16min - Atualizada em 02/07/2022 às 09h22min

Rio Preto registra mais duas mortes por dengue neste ano

Em Rio Preto, a maior epidemia de dengue ocorreu em 2019, quando 33.203 pessoas foram infectadas pela doença e 19 morreram.

Harley Pacola
Divulgação/SCMS
A Secretaria de Saúde de Rio Preto divulgou na tarde desta sexta-feira, dia 1º de julho, o boletim epidemiológico e revela que 5.205 novos casos de dengue foram confirmados pela Vigilância Ambiental, além de mais dois óbitos. De janeiro a junho, a cidade registrou sete mortes e 13.257 pacientes que pegaram a doença provocada pelo mosquito Aedes aegypti. O número, no entanto, pode ser ainda maior, porque 2.533 coletas de sangue ainda estão sob investigação.

Entre os casos confirmados, 157 tiveram sinal de alarme e nove foram de dengue grave. Os bairros com maior incidência de casos são o Parque Estoril (1.170), o Jardim São Francisco (990) e o Vetorazzo (809).

São José do Rio Preto é apontada pelo Ministério da Saúde como a quinta cidade do País com mais casos de dengue neste ano, atrás apenas de Brasília (DF), Goiânia (GO), Joinville (SC) e Aparecida de Goiânia (GO). Pelo levantamento do governo federal, a incidência de casos está em 3.351 a cada cem mil habitantes.

Apesar dos dados preocupantes, o número de notificações nos seis primeiros meses de 2022 é 25% menor do que o listado no mesmo período do ano passado. Enquanto este ano o total é de 21.233 pacientes que procuraram atendimento com sintomas suspeitos, em 2021 o número foi de 28.312.

Em todo o ano passado, foram confirmados 21.261 casos positivos da doença e sete mortes. Em Rio Preto, a maior epidemia de dengue ocorreu em 2019, quando 33.203 pessoas foram infectadas pela doença e 19 morreram.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »