03/08/2022 às 17h44min - Atualizada em 04/08/2022 às 00h33min

Marcante: 'We Can't Dance' do Genesis mostrou que é possível fazer sucesso em meio as 'modinhas musicais'

Disco vendeu mais de 4 milhões de cópias em todo o mundo

SALA DA NOTÍCIA Setorial Comunicação
Genesis / Divulgação
Trabalho que traz a formação com Phil Collins, Tony Banks e Mike Rutherford, alcançou o quarto lugar nos EUA vendendo mais de 4 milhões de cópias


●Jornalista & Editor
●Felipe de Jesus / Siga: @felipe_jesusjornalista


Algumas bandas ficaram na história por causa dos seus últimos discos de estúdio, como, o The Beatles, com o "Abbey Road (1969)" e o Queen, com o "Innuendo (1991)". Mas uma banda me chamou muita atenção pela versatilidade, que é o Genesis, com o disco "We Can't Dance", de 1991. 

O álbum fecha o período de quase 16 anos com Phil Collins nos vocais. Ou seja, após saída de Peter Gabriel em 1975, mas muito bem acompanhado pelos amigos Tony Banks (teclados) e Mike Rutherford (guitarras).

No formato CD, "We Can't Dance" é comum, já em vinil é duplo, trazendo a mistura do Rock/Pop (longe do som progressivo dos anos de 1970), conhecido pelos fãs. Assim, temos nele a sonoridade excelente dos teclados de Tony Banks em meio aos riffs de guitarras de Mike Rutherford e vocais e baterias excelentes (alguns momentos eletrônicas) de Phil Collins.

Desta maneira, bem dentro do que era o som do inicio dos anos de 1990, ou seja, alinhado, de certa forma, nas modinhas musicais que permearam a época, como, a Dance Music, Grunge (que gosto muito até hoje) e outros estilos, que mesmo sendo bons, inclusive comercialmente, não sobreviveram mais do que 10 anos.

Sucessos

Na lista de hits temos a faixa "We Can't Dance" (sucesso através do videoclipe passado em exaustão na MTV) e as demais, No So Of Mine,  Living Forever,  Way Of The World e a lenta e romântica Hold On My Heart, que eu gosto demais e que escutada pela primeira vez, dá a impressão de ser uma canção da carreira solo de Phil.

Musicalidade

Em minha opinião, o disco fecha bem o ciclo de trabalhos em estúdio. Prova do sucesso, foi que "We Cant' Dance" foi o quinto disco número 1 da banda no Reino Unido, alcançando o quarto lugar nos EUA. Fora isso, vendeu mais de 4 milhões de cópias. Um estouro que eu indico demais!

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »