03/08/2022 às 13h04min - Atualizada em 04/08/2022 às 00h42min

Factoring é uma injeção de capital necessária na retomada da economia brasileira

Presidente do Sindisfac-MG e sócio-diretor da Simples Antecipação de Recebíveis aponta a importância do fomento mercantil no atual contexto econômico do país

SALA DA NOTÍCIA Interface Comunicação
Divulgação
factoring é uma atividade comercial voltada para pequenas e médias empresas, que soma a prestação de serviços à compra de ativos financeiros provenientes de vendas mercantis. É um mecanismo de fomento mercantil, de capitalização da empresa fomentada, que vende os créditos gerados pelas vendas e serviços a prazo para a factoring e recebe o valor à vista, o que aumenta seu poder de negociação nas compras de matéria-prima ou para aplicação em qualquer área de sua estrutura.

De acordo com análises do Fundo Monetário Internacional (FMI) e de consultorias brasileiras, a economia do país deverá crescer entre 0,8% e 1,9% em 2022, sendo que a média para os países emergentes é de 5,1%. Segundo o presidente do Sindicato das Empresas de Factoring de Minas Gerais (Sindisfac-MG) e sócio-diretor da Simples Antecipação de RecebíveisRoberto Ribeiro, apesar de o crescimento ser menor que o projetado por especialistas e a recuperação acontecer de forma mais lenta, com investimento e injeção de capital ela pode ser positiva.

O factoring entra exatamente para dar essa injeção de capital na economia. Com o adiantamento de recebíveis, é possível que o empresariado faça os investimentos necessários para manter seus negócios abertos, mantendo empregos e fazendo o dinheiro circular”, destaca o presidente.

Adicionalmente, o factoring tem papel importante na recuperação da economia e pode influenciar em diversos caminhos. “Os micro e pequenos empresários necessitam da concessão de crédito com menos burocracia e mais agilidade e o factoring pode oferecer tudo isso com taxas de juros melhores que outras instituições financeiras, como os bancos. A aprovação do crédito pode ser feita no mesmo dia, mesmo para empresas negativadas, e há a versatilidade de antecipar os recebíveis em poucas horas”, explica Roberto Ribeiro. Outra vantagem do fomento mercantil é que os serviços são recomendados para todos os tipos de empresa.

Com a missão de promover o desenvolvimento e fortalecer o fomento mercantil, o Sindisfac-MG, entidade que representa as empresas que atuam no segmento, segue trabalhando em conjunto com a Associação Brasileira de Factoring, Securitização e Empresas Simples de Crédito (ABRAFESC). “Estamos incentivando e encorajando os empresários neste processo de retomada, para que eles sejam mais otimistas e se esforcem cada vez mais, atuando assim ativamente na reconstrução da economia”, reforça o presidente. 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »