03/08/2022 às 15h52min - Atualizada em 04/08/2022 às 00h44min

Setor varejista ganha em produtividade e economia com gerenciamento de dispositivos móveis

Rede de supermercados Verdemar, de Belo Horizonte, é um exemplo de varejo nacional que incorporou o gerenciamento de dispositivos em suas operações

SALA DA NOTÍCIA Karen Teles
Freepik.com

O que o setor varejista tem a ganhar com a incorporação do gerenciamento de dispositivos móveis no dia a dia das suas operações? Grandes empreendimentos do segmento têm utilizado esta modalidade de serviço a fim de administrar melhor os dispositivos móveis sob seu controle. Entre os benefícios apresentados pela iniciativa, destaca-se o ganho em produtividade e a economia gerada pelo uso destas ferramentas.

É o caso da rede de supermercados belo-horizontina Verdemar que fechou parceria com a startup de gerenciamento de dispositivos móveis Urmobo com o objetivo de aprimorar o controle dos smartphones utilizados por seus colaboradores. A empresa possui 500 aparelhos, divididos entre celulares e coletores de dados, utilizados por funcionários espalhados em 16 lojas na capital mineira, cujo gerenciamento é uma tarefa naturalmente complexa.

“A adoção desta tecnologia ajudou a evitar o retrabalho que tínhamos anteriormente ao fazer auditoria nos equipamentos e realizar o inventário para sabermos se um equipamento está mesmo sendo utilizado”, explica Rodrigo dos Santos, coordenador de tecnologia da Rede Verdemar.

Entre os benefícios apresentados pela incorporação deste sistema, também conhecido como MDM (sigla anglófona para ‘mobile device management’; literalmente, gerenciamento de dispositivos móveis), no cotidiano do varejo, destaca-se a possibilidade de produzir uma visão gerencial do parque de equipamentos, identificando quem está utilizando estes equipamentos, onde estão localizados, além de um controle aprimorado das aplicações importantes para o negócio, garantindo que o uso destes equipamentos seja exclusivo para a finalidade para a qual foi designado.

O setor varejista é um dos que mais impactam na economia brasileira. Segundo dados da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), o setor de comércio e serviços, juntos, representam 73% do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil, responsáveis por cerca de 27 milhões de empregos. A produtividade do segmento, portanto, é um ponto relevante para os gestores do setor, que precisam de ferramentas para otimizar o dia a dia das empresas.

“Os dispositivos móveis estão cada vez mais presentes nas tarefas diárias das mais diversas empresas, e a gestão destes equipamentos permite uma redução do custo de propriedade e garante uma maior segurança na utilização destes recursos”, explica Thiago Carvalho, cofundador da Urmobo, salientando a importância do gerenciamento em aparelhos corporativos. No varejo, trata-se de uma ferramenta que proporciona benefícios consideráveis.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »